Comércio eletrônico deve se planejar para a Black Friday

Publicado em 23/08/2018 17:25 

Considerada no calendário brasileiro, como uma das datas mais lucrativas para o comércio varejista, a Black Friday é aguardada pelo público que deseja adquirir algum produto com bons descontos. Esse ano a promoção acontece no dia 23 de novembro.

A data se tornou um dos maiores eventos do comércio brasileiro, principalmente para aqueles que possuem negócios eletrônicos. Todo ano essas 24h de descontos e promoções, representam um aumento positivo no faturamento das empresas, por isso merece total atenção e planejamento.

Apesar de já fazer parte do calendário de eventos do varejo brasileiro há algum tempo, muitos empresários ainda tem dúvidas sobre como se organizar para esse dia, e acabam realizando promoções pouco atrativas ou até sofrendo com a falta de mercadorias, uma vez que a procura por produtos nesse período é dobrada.

Se você é novato ou veterano, e ainda tem dúvidas sobre como lucrar com o seu comércio eletrônico na Black Friday 2018, esse texto é pra você! Reunimos aqui algumas dicas que podem te ajudar a organizar e colher lucros nessa data que tanto movimenta o comércio brasileiro.


1. Planejamento

O empresário do comércio virtual deve iniciar o seu planejamento com antecedência para garantir maior eficácia nas vendas. Para suportar o aumento das demandas é necessário levar em conta alguns aspectos como, boas negociações com os fornecedores, reforço na estrutura do site e no atendimento. Uma boa estratégia de marketing para identificar o interesse do cliente e uma boa comunicação prévia, também são fatores importantes.

Como a maioria dos consumidores começam a pensar na Black Friday a partir de setembro e outubro, é recomendável que as campanhas de divulgação também comecem nesse período.


2. Invista em promoções reais 

Uma das maiores reclamações dos consumidores em relação à Black Friday são os valores. Muitos dos produtos anunciados não tinham bons descontos.

Uma das polêmicas relacionadas aos preços cobrados no dia do evento, era que algumas lojas aumentavam os valores do produto dias antes para serem reduzidos na data. Por conta desses casos, o dia de promoções foi apelidado de “Black Fraude”.

Então se você pretende participar do evento pela primeira vez esse ano, ou quer manter uma boa reputação perante os clientes, invista em promoções reais. Aumentar o preço hoje e reduzir amanhã não vai atrair público para a sua loja. Seja honesto com o consumidor, reduza os valores que você já cobrava, assim ele sentirá o desconto e aí sim, se sentirá motivado a comprar o seu produto.


3. Mantenha o estoque atualizado 

Pagar pelo produto e não receber por que ele não está disponível no estoque, é outra reclamação que os consumidores tem a respeito da Black Friday.

Então fique atento para que isso não aconteça na sua empresa. Verifique o seu estoque dias antes do evento. Faça um levantamento de todos os produtos e reforce a encomenda antecipada daqueles produtos que estarão na promoção. Assim você evita situações desagradáveis com o público.

4. Monte vitrines especiais para a data

Muitas empresários acreditam que a técnica do vitrinismo funciona apenas para negócios físicos, mas aí que eles se enganam! No seu comércio virtual a “vitrine” em destaque será a notícia que corresponde à Black Friday.

Todas as promoções e produtos disponíveis tem que estar devidamente   organizados no seu site de maneira visível, para que o consumidor entre na plataforma e logo de cara veja todas as ofertas disponíveis.


5. Capriche na propaganda 

Leve a sério o ditado: “A propaganda é alma do negócio”. Em tempos digitais, é ela quem vai te ajudar a vender. Não economize na hora de investir na divulgação do seu produto. Invista em anúncios nas redes sociais, em portais e-commerce, o importante aqui é chamar a atenção do maior número de pessoas possível e convencê-las que a sua loja tem o que elas precisam.