Comércio por voz pode ser o futuro das compras entre os consumidores brasileiros

Publicado em 04/02/2019 15:32  | Tecnologia


Antigamente quando se falava em “comércio de voz”, logo se associava a palavras rotineiras como “obrigada” ou "por favor”, usadas para se dirigir ao lojista. Hoje, com o avanço das tecnologias, o comércio por voz significa diferencial: com uma palavra ou frase é possível realizar compras por meio do celular ou qualquer dispositivo que esteja conectado à internet.

Segundo dados apresentados pela Global Payments Report, o Brasil tem cerca de 221 milhões de consumidores, e entre eles, 68% têm acesso a internet. São motivos importantes para que os comerciantes invistam em portais simples e convenientes. A tecnologia de voz proporciona ao consumidor uma compra diferente, rápida e até mesmo divertida. À medida que os clientes vêm ganhando experiências positivas nesse novo sistema de compra, os lojistas poderão disponibilizar anúncios de voz contextualizados, recomendações e conteúdos por áudio com objetivo de proporcionar ao cliente uma compra com alta qualidade.

Um exemplo de empresa reconhecida mundialmente e que utiliza esse sistema, é a gigante Amazon, que oferece compras por voz, além de redes varejistas como o Walmart, já alinhadas ao Google. Com o auxílio do Google Assistant, milhares de itens são ofertados através do sistema Android disponível na grande maioria dos smartphones do mundo.

Antigamente somente grandes empresas varejistas ofereciam o serviço de atendimento ao cliente 24h por dia. Hoje com os chatbots, todas as empresas, sejam elas grandes ou pequenas, podem colocar em prática a estratégia Omnichannel e oferecer serviços e novos produtos em diversos canais de vendas, traçando um perfil do consumidor e aumentando a fidelização de clientes.

Em meio a tantas novidades e facilidades do mundo virtual, uma coisa ainda preocupa os consumidores. O pagamento! Segundo dados divulgados pelo Mobile Play Journey, 51% dos brasileiros desistem das compras por não se sentirem seguros com os dados financeiros no celular. E como será no futuro? Os comerciantes poderão autenticar sua identidade por meio da tecnologia de voz, além de poderem criar “pins” semelhantes aos utilizados nos dispositivos móveis, que ativarão a compra com apenas uma palavra, que será cadastrada previamente pelo consumidor.

A tecnologia de voz será a forma mais segura de efetuar compras virtuais? Esse recurso evitará clonagem de senhas? O que acontece se outra pessoa tentar usar sua voz para efetuar algum pagamento?

São respostas que virão no decorrer dos dias, mas uma coisa é certa, a tecnologia de voz veio para redefinir o varejo.

 

Fonte: E-Commerce News