Desafios no comércio varejista

Publicado em 13/08/2018 17:05  | Economia

Se adequar aos novos padrões exigidos pelo mercado é, sem dúvida, o maior desafio enfrentado pelos empresários do comércio atualmente. A tendência de crescimento da inflação, os altos juros em um cenário onde o crescimento do PIB é pequeno, já podem ser sentidos no comércio varejista. No entanto, essa crise pode ser aliviada pela atualização da empresa de acordo com as novas tendências.

O crescimento acelerado da população brasileira também tem apoiado o varejo, e cada vez mais o comportamento de compra ganha novos espaços que precisam ser considerados pelo empresário para que ele não perca o cliente.

A presença do comprador online é uma realidade que envolve cerca de 70 milhões de brasileiros motivados cada vez mais pelas comunidades presentes nas redes sociais. Ou seja, a influência do “click” deixou de ser uma coisa associada à opinião simbólica, prevalecendo assim a fase da supervalorização individual. 

A web trouxe a experiência como sua principal diferenciação a ser buscada, já que é nela que se baseia hoje a decisão do consumidor: comprar onde é mais rápido, fácil, próximo e, claro, acessível. É importante que as empresas estejam cada vez mais focadas em oferecer serviços fora da zona de conforto, que possam fidelizar o cliente, afinal o consumidor hoje quer se sentir reconhecido pela marca.

Os principais desafios para o próximo ano serão: otimizar custos, lidar com formatos mais compactos, definir o portfólio mais rentável e de saída, alocar de forma mais inteligente recursos e repor de forma mais frequente suas mercadorias para depender menos do "custo de estoque".

Não deixar de apostar na tecnologia como alavanca deste processo de gestão, que permite integrar as diversas frentes e dar as linhas para a tomada de decisão, visando o crescimento futuro do negócio, com menos perdas, melhores margens, fluxo de caixa e mais fidelidade dos clientes. 


Fonte: Canal Tech