Indicadores de produtividade: o que são? Como usá-los?

Publicado em 12/01/2018 14:20  | Economia

Indicadores de produtividade tem sido uma das ferramentas utilizadas pelos gestores e empreendedores no país. No atual momento conturbado pelo qual estamos passando, todos os esforços devem ser direcionados para tentar manter as empresas em atividade. Para isto, saber usufruir bem deste instrumento de gestão  junto com tecnologia pode significar o sucesso no seu negócio.

Mas o que são os indicadores de produtividade? Como funcionam e como trazer benefícios para a sua empresa? Veja abaixo as repostas para essas perguntas. Confira!

O que são indicadores de produtividade? 

São ferramentas usadas para gerir seus negócios com o propósito de acompanhar os processos nas empresas. Fornecem informações mostrando o desempenho da equipe e os recursos utilizados

Viabilizam dados quantitativos, que podem ser apresentados de forma gráfica, auxiliando a tomada de decisão e possibilitando uma avaliação dos procedimentos padrão da instituição. Podem ser usados nos mais diversos ramos de atividade.

Como funcionam?

Primeiramente deve ser determinado um padrão de procedimento. Por exemplo, seja para se produzir uma peça, ou para fazer o envio de um borderô para um banco ou preparar determinado relatório. Cada atividade requer um pessoal envolvido, com ativos pré-determinados e que gastará determinado tempo. Isto tudo é medido, avaliado e estabelecido com referência a ser seguida.

A partir daí, todos os procedimentos que forem executados serão comparados com a referência, indicando se o desempenho da equipe está de acordo ou não com o padrão determinado.

Importância dos indicadores de produtividade 

Fazendo o acompanhamento dos indicadores de produtividade os gestores poderão avaliar os procedimentos internos. Dependendo dos resultados, isto poderá indicar uma necessidade de mudança nos processos, treinamento da equipe e até a modernização da infraestrutura.

O importante é que sempre deve existir a busca por uma melhoria contínua. E isto é facilitado com o acompanhamento destas métricas.

Por outro lado, poderá sinalizar que a produtividade da equipe está satisfatória. Nestes casos há de se avaliar se os procedimentos padrão não devem ser reavaliados e redimensionados.

Exemplos de indicadores de produtividade

Para cada ramo de atividade existem indicadores específicos. Abaixo listamos alguns exemplos:

Tempo de execução

Independente da tarefa a ser realizada, serve para aferir o tempo gasto para a sua execução.

Recursos utilizados

Mensura os ativos e os recursos humanos que foram envolvidos para a realização do procedimento.

Novos clientes

Sinalizam a quantidade de novos clientes adicionados à carteira.

Indicadores monetários 

Os indicadores monetários são mais específicos e estão muito relacionados à atividade. Podemos citar alguns:

1. quantidade ou percentual de recebimentos feitos em dia;

2. quantidade ou percentual de pagamentos feitos em dia;

3. valor recuperado de recebimentos em atraso:

4. valor do ticket médio de venda;

5. volume de borderôs enviados aos bancos e que foram rejeitados por causa de erros nos dados; entre outros.


O mais importante de tudo é saber definir bons indicadores de produtividade para a sua empresa e utilizá-los de maneira assertiva para uma melhor administração de seus negócios. O seu acompanhamento deve fazer parte da rotina diária dos gestores.

Fonte: Blog Asplan