Juiz de Fora: 168 anos de um comércio ativo e inovador

Publicado em 30/05/2018 17:33  | Sindicato

Juiz de Fora completa, nesta quinta-feira, 168 anos de muitas histórias, belezas e tradições. Cada vez mais desenvolvida e atenta às inovações, a “Princesa de Minas” ainda contempla um passado glorioso refletido no tradicional comércio de rua, com estabelecimentos preservados no mesmo calçadão de antigamente.

Conhecida como “Manchester Mineira” por conta do seu grande polo industrial, a cidade ainda preserva algumas empresas que há mais de 50 anos conservam as boas lembranças da década de 60.

Dentre outras, estas são algumas: Mercado Sul Americano LTDA ME, fundada em 1963; Castro & Filhos LTDA, Distriminas: Distribuidora Mineira de Produtos e Alimentos LTDA, Eletro Guimarães Irmãos LTDA, todas fundadas em 1966.

A história das ruas juizforanas se mistura com a vida de muitas pessoas que construíram suas famílias no comércio da cidade. É o caso de dona Maria Pires, proprietária da loja Ótica Juiz de Fora. Natural de Simonésia/MG, ela relata que a loja foi construída em 1970 na galeria Bruno Barbosa, e que em 1982 se mudou para o Calçadão da Rua Halfeld, onde permanece até hoje.

“A nossa loja sempre esteve presente no centro de Juiz de Fora, e com o passar do tempo ela acabou se tornando um ponto de encontro para as pessoas que passam pelo calçadão”, destaca. Dona Maria Pires conta, ainda, que o centro da cidade mesmo crescendo, mantém uma característica familiar: “é um local onde tem teatro, lanchonete e, até pouco tempo, ainda tinha o cinema de rua.”

O interessante é recordar a trajetória de empresas, nascidas em Juiz de Fora, que avançaram os limites do município, como é o caso da ABC da Construção e Supermercado Bahamas, cujos titulares se sentem felizes em fazer parte da história da cidade. 

Mesmo com o crescimento constante de Juiz de Fora, que vem se destacando cada vez mais como polo empresarial, os comerciantes acreditam que o comércio a céu aberto ainda tem seu espaço.