Pequenas empresas movimentam as contratações no país

Publicado em 16/12/2017 09:00  | Economia

O Brasil passou por uma mudança dinâmica no mercado de trabalho, segundo mostra pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento tem como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) realizada em 2016.

Os dados revelam que as empresas de pequeno porte (que empregam entre uma e cinco pessoas) são as que mais têm movimentado as contratações no país, ocupando mais da metade dos trabalhadores ativos do país.  De acordo com o IBGE, o número vem crescendo desde 2013. Analisando o mesmo período, é possível verificar que, de forma oposta, as empresas com 51 ou mais funcionários vêm empregando menos.

Até 2014, empreendimentos de pequeno empregavam, em média, 46,6% dos trabalhadores. Em 2015 este percentual saltou para 48,1%, chegando a 50,1% no ano passado.

Já as empresas de grande porte, com 51 ou mais pessoas ocupadas, respondiam em média, até 2014, por 30,3% dos trabalhadores ocupados. Em 2015 este percentual caiu para 29%, e chegou a 26% em 2016.

Formalização

O levantamento apontou que aumentou o percentual de formalização dos trabalhadores autônomos e empregadores. Mesmo assim, os informais ainda são maioria.

De acordo com o IBGE, em 2012, o país tinha 23,9% dos empregadores e trabalhadores por conta própria registrados no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). Em 2016, este percentual saltou para 28,9%. Separadamente, o percentual de empregadores registrados no CNPJ saltou de 75,6% para 82% no mesmo período, enquanto o de trabalhadores por conta própria aumentou de 14,9% para 18,9%.

As atividades em que cresceu a proporção de trabalhadores por conta própria formalizados entre 2012 e 2016 foram as classificadas como "outros serviços, alojamento e alimentação e construção".