Recursos digitais auxiliam no novo cenário do comércio

Publicado em 23/05/2018 15:05  | Tecnologia

O desenvolvimento tecnológico impactou significativamente as relações humanas. No comércio não é diferente, visto que a tecnologia está se desenvolvendo cada vez mais e criando um papel relevante na conexão entre empresários e consumidores. 

A sobrevivência de qualquer negócio, seja ele no varejo ou no setor de serviços, está na transição dos clientes para as plataformas digitais. As empresas devem estar preparadas para atender a um público que não quer mais esperar. Eles desejam ter a mesma experiência de um ambiente físico, porém com mais velocidade. 

Um exemplo dessa migração é aplicativo dafitiME, criado pela empresa britânica Metail, para quebrar o medo que ainda paira entre as pessoas quando se trata de comprar roupas pela internet. A ferramenta é um provador virtual e funciona da seguinte maneira: o cliente cria um “avatar” com informações relacionadas ao próprio tamanho, medidas, cor de pele, cabelo e até penteados. Escolhe as roupas que deseja comprar no catálogo da Dafiti e o próprio recurso fornece a dimensão de como as peças ficariam no corpo. Possibilitando àquelas pessoas que não tem tempo de ir até uma loja física, em adquirir uma peça com a mesma qualidade. 

Tais inovações não vieram para “acabar” com o ambiente físico de compras. Pelo contrário: os efeitos tecnológicos também estão presentes fora do mundo virtual. O setor vem investindo cada vez mais no chamado “Marketing de Experiência”: as lojas passam a ser mais do que um ponto de venda e se tornam um ambiente de relacionamento, onde é possível tirar dúvidas, compartilhar ideias, receber orientações, e até mesmo se cadastrar como “cliente fidelidade”.

Esse é o caso da loja infantil “Baby Center”, localizada na rua Barão de São João Nepomuceno, 360, centro de Juiz de Fora, que tem investido nas plataformas digitais para estreitar laços com os clientes. O Vice-Presidente do Sindicomércio-JF e proprietário da loja, Nício Fortes, destaca que para o dia das mães foram disparadas várias promoções por meio do aplicativo WhatsApp. “Foi um sucesso, investir nesse tipo de marketing”, ressalta.

O feedback dessas estratégias também pode ser medido de forma inovadora: canais de interação com o público são analisados por meio do armazenamento de dados - sendo possível criar estratégias que se encaixam perfeitamente com as necessidades do cliente, melhorando assim, o relacionamento de quem vende com quem precisa comprar.


Fontes: Fecomércio-SP, Revista Exame, E-Commerce News