Seis dicas para aumentar as vendas do seu negócio

Publicado em 10/03/2018 10:00  | Economia

Logo mais chegam as datas mais importantes do varejo no primeiro semestre — como Páscoa, Dia dos Mães e Dia dos Namorados. E, com as datas, o empreendedor tem perspectivas de aumentar as vendas para diferentes segmentos do mercado.

A grande questão é: como conquistar o cliente? 

Mesmo com queda nas taxas de juros, o acesso ao crédito continua difícil. Além disso, o consumidor não está disposto a gastar os mesmos valores de antes da crise. “Com a recessão, ele passou a considerar muitos fatores antes de comprar”, afirma Michel Cutait, consultor de shopping centers e varejo da Make it Work. Atualmente, o cliente só fecha negócio depois de identificar a relevância do produto para a sua vida.

“Ele procura soluções mais completas”, diz Fabiana Mendes, sócia-diretora da consultoria GS&Friedman. Segundo ela, houve uma mudança importante na experiência de consumo. “O cliente de uma loja de material de construção já não quer apenas a tinta. Quer também o serviço de pintura.” Criatividade, flexibilidade e resiliência são atributos que podem maximizar as chances de atrair e encantar o cliente. “A ideia é tornar a compra mais prazerosa, fácil e acessível para o consumidor”, afirma Ênio Klein, CEO da Doxa Advisers. Conheça a seguir as melhores práticas para alavancar as receitas.

1. Faça ações promocionais

As promoções despertam o senso de urgência ao oferecer ao consumidor um benefício extra ou exclusivo. Pode ser uma venda tipo "pague 1 e leve 2", uma entrega  gratuita, um sorteio, uma degustação. Saiba como usar essas iniciativas para melhorar seus números. 

2. Determine os objetivos 

Estude público, produtos, volumes, abrangência geográfica, receita e participação de mercado. Defina, por exemplo, se a campanha incentivará a venda de um produto ou tentará atrair um perfil específico de clientes.

3. Trace Metas

A iniciativa pode servir também para fixar a marca, ampliar o cadastro de clientes, pesquisar hábitos de consumo ou testar um lançamento. É uma oportunidade de incentivar o consumidor a se tornar um embaixador da marca.

4. Avalie o melhor tipo de promoção

A estratégia pode incluir descontos, prazos especiais, brindes, demonstrações, cursos e convites para eventos, entre outros. O importante é evitar formatos complicados, que dificultem o acesso ao benefício adicional. Certifique-se de que a campanha não tenha impeditivo legal e que não viole o Código de Defesa do Consumidor.

5. Inclua os parceiros

Além dos funcionários, envolva fornecedores e outros parceiros na ação promocional. “Se a meta é diminuir a margem para vender mais barato, negocie volumes, descontos no preço de custo e prazos mais dilatados”, diz Leonardo Marquês, professor de operações e logística sustentável do Coppead – UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

6. Comunique uma ação

Divulgue os benefícios e a dinâmica da ação promocional nos canais de comunicação que alcançam o público-alvo. Se os recursos para investimento forem limitados, priorize a comunicação na fachada e no interior da loja. Em caso de sorteio, coloque o prêmio e a urna em um lugar de destaque no ponto de venda.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios